Acesso ao sistema

Esqueceu sua senha? Clique aqui

Ainda não é cadastrado?

Após cadastrado, o CPF não pode ser alterado.
Digite uma nova senha:

Online |

Londrina

Campanha alertará sobre perigos de soltar pipa perto de rede elétrica

Em uma semana, três quedas de eletricidade foram registradas no Conjunto Violin, zona norte. Copel programou carro de som para alertar aos moradores do bairro

Fábio Luporini
  • Fábio Luporini
  • 03/07/2010 00:43

A grande incidência de queda de energia provocada por pipas enroscadas em fios de alta tensão no Conjunto Violin, zona norte de Londrina, levou a Companhia Paranaense de Energia (Copel) a promover, na próxima semana, ações de conscientização em toda a região, incluindo bairros vizinhos. Em uma semana, a rede de energia elétrica foi desligada três vezes, e chegou a atingir mais de 9 mil domicílios. Um carro de som deve circular durante a semana que vem para alertar aos moradores sobre os perigos de soltar pipa perto da rede elétrica. Somente em 2009, 237 mil domicílios tiveram interrupção no fornecimento de energia por causa de pipas enroscadas nos fios de alta tensão.

De acordo com a assessoria de imprensa da Copel, na última terça-feira (29) uma pipa enroscou na rede elétrica por volta das 15 horas, deixando 525 domicílios sem eletricidade. Um dia depois, na quarta-feira (30), o mesmo problema derrubou a energia para 8.554 domicílios. Os desligamentos ocorreram apenas uma semana depois da Copel registrar a primeira queda de energia no bairro, no dia 23 de junho. Nesta quinta-feira (1º), equipes estavam fazendo limpeza dos fios, para evitar novos desligamentos.

“Quando há uma pipa no fio de alta tensão pode haver interrupção do sistema e rompimento do condutor”, explicou o supervisor de segurança da Copel em Londrina, Luís Pereira Neres. De acordo com ele, o fio pode se romper quando a pipa encosta, colocando em risco quem passa pela calçada, ao lado do poste. “Nosso sistema tem religamento automático e faz tentativas. Quando rompe, o fio cai no solo e pode ser religado. Então ele fica energizado e pode até cair em cima de quem está a soltando a pipa”, disse.

Neres apontou outras situações que podem levar a um acidente, ocasionado pela pipa. Uma delas é quando a criança que solta pipa, linha de cerol ou outro material condutor de energia, enrosca o objeto no fio e acaba levando choque. “A pessoa pode sofrer descarga elétrica pela linha de pipa que está soltando. É claro que a umidade do ar também influencia, no caso em que a linha está molhada”, disse. Linhas de fitas VHS, por exemplo, também conduzem eletricidade. Em outra situação, a criança sobe no poste e acaba se envolvendo no fio de alta tensão, levando choque. Nestes casos, o risco de morte é iminente.

Casos

Foi o que ocorreu em 2001. Segundo dados da Copel, uma criança voltava da escola e, ao passar na Rua Passos, no Jardim Bancários, zona oeste de Londrina, avistou uma pipa presa em um fio da rede elétrica. Ela deixou a mochila e o tênis na calçada e subiu no poste para resgatar o objeto. A criança acabou levando uma descarga elétrica e morreu na hora. Caso semelhante, mas com menos gravidade, ocorreu em fevereiro de 2005.

Outra criança estava passeando em Londrina e resolveu subir na laje da casa do tio para empinar pipa. De acordo com os registros da Copel, a criança utilizou linha de fio dental, mas não foi suficiente, e emendou com fio metálico, que tocou na rede de alta tensão. A descarga elétrica, embora de 13.800 volts, deixou a criança ferida. Ela foi socorrida pelo Siate e acabou bem. A assessoria da companhia informou que esses são os dois últimos casos graves registrados de acidentes com crianças.

Pipa molhada pela chuva

Restos de pipas enroscadas em fios de alta tensão também provocam desligamentos de energia. Segundo a Copel, quando chove a pipa enroscada passa a conduzir energia, principalmente se houver componente metálico, No dia 22 de março, por exemplo, houve duas quedas em Londrina pelo mesmo motivo. Uma delas atingiu 900 domicílios na Rua Castro Alves, zona oeste. De menor intensidade, a companhia registrou caso igual no mesmo dia, em que 19 domicílios ficaram sem energia por causa de pipa enroscada. O estrago só não foi maior porque o incidente foi na zona rural.

Abrir comentários