Mundo

Outro esqueleto imunizado contra o vampirismo é descoberto na Bulgária

O esqueleto estava preso ao solo pelas pernas e o tórax. Como medida de precaução, o túmulo também foi recoberto por carvão queimado

14/06/2012 | 11:37 AFP

Um arqueólogo encontrou nesta terça-feira um novo esqueleto com centenas de anos de idade e que foi submetido a um ritual para impedir que se transformasse num vampiro, informou Nikolay Ovcharov.

"O esqueleto estava preso ao solo pelas pernas e o tórax. Como medida de precaução, o túmulo também foi recoberto por carvão queimado", explicou o arqueólogo.

O esqueleto, de um homem de cerca de 30 anos, ainda não teve a idade avaliada, mas possui vários séculos, segundo Ovcharov, que o descobriu quando explorava a necrópole de um pequeno mosteiro da cidade de Veliko Tarnovo, no centro do país.

"Este homem não era um vampiro, mas foi submetido a um ritual pagão guiado pela superstição para impedir que virasse vampiro depois de sua morte", explicou.

Há alguns anos, o arqueólogo descobriu neste mesmo sítio outro esqueleto com as mãos amarradas e submetido a um ritual parecido. Recentemente foram encontrados outros dois esqueletos do mesmo tipo em Sozopol, perto do Mar Negro.

As histórias de vampiros e as superstições associadas a eles são muito comuns na região dos Bálcãs.

Leia também
Últimas Notícias rss
00:47cinemaFestival de Veneza reflete conflit...
00:44programaçãoFestival de Dança divulga sel...
00:40cinemaCine Café I Bravissimi exibe filme...
00:20literaturaLondrix começa na sexta reunin...
00:18literaturaNicolau ganha edição fac-símil...
00:04ponto de vistaHeidegger visita o Filo
00:04cartasLeitor se queixa de atraso de ônib...
00:03ConsumidorParcelar as compras exige plan...
00:03aparteTRE tira Agência Estadual de Notíc...
00:03homenagemLuzia, a peruqueira solidária