Mundo

Denis Balibouse/Reuters

Denis Balibouse/Reuters / O Solar Impulse, pilotado por André Borschberg, um dos criadores do projeto, percorreu 2 mil quilômetros entre Payerne, no oeste da Suíça, e Madri, cruzando os Pirineus O Solar Impulse, pilotado por André Borschberg, um dos criadores do projeto, percorreu 2 mil quilômetros entre Payerne, no oeste da Suíça, e Madri, cruzando os Pirineus

Solar Impulse pousa em segurança em Madri

O aparelho movido a energia solar chegou a Barajas à 01h28 local (20h28 Brasília) desta quarta-feira (25), e ficará em Madri por três dias, antes de partir para cruzar o Mediterrâneo rumo ao Marrocos, em seu primeiro voo "intercontinental"

24/05/2012 | 22:01 afp

O avião suíço Solar Impulse pousou na madrugada desta sexta-feira (25) no aeroporto de Barajas, em Madri, após um voo experimental bem sucedido a partir da cidade suíça de Payerne, de onde decolou na manhã de quinta-feira.

O aparelho movido a energia solar chegou a Barajas à 01h28 local (20h28 Brasília), e ficará em Madri por cerca de três dias, antes de partir para cruzar o Mediterrâneo rumo ao Marrocos, em seu primeiro voo "intercontinental".

O Solar Impulse, pilotado por André Borschberg, um dos criadores do projeto, percorreu 2 mil quilômetros entre Payerne, no oeste da Suíça, e Madri, cruzando os Pirineus por volta das 18h00 (13h00), em um voo com duração total em torno de 17 horas, segundo o site que acompanha o voo.

"O voo ocorreu muito bem", declarou Borschberg. "Graças à equipe de meteorologistas, tudo saiu como planejado". "Foi incrível voar acima das núvens durante a maior parte do tempo, isto confirma ainda mais nossa confiança na capacidade da energia solar".

Em Madri, o aparelho será submetido a revisão técnica e passará ao piloto Bertrand Piccard, outro criador do projeto, que voará até Rabat.

O Solar Impulse tem a envergadura de um Airbus A340 (63,4 metros) e o peso de um carro de passeio (1.600 quilos).

Setenta pessoas e 80 empresas trabalharam durante sete anos para construir o avião de fibra de carbono.

As asas do Solar Impulse estão cobertas por 12.000 células fotovoltaicas, que alimentam quatro motores elétricos de uma potência de 10 cavalos cada.

O voo Suíça-Espanha-Marrocos é o último teste antes de uma volta ao mundo em 2014, explicaram os coordenadores do projeto, que já iniciaram a construção do segundo modelo, que terá uma cabine maior para o piloto, novas baterias e novos motores.

O Solar Impulse é o primeiro avião concebido para voar dia e noite sem combustível ou emissões de poluentes, graças à energia solar.

Leia também
Últimas Notícias rss
17:20ConservadorNo DF, candidato a deputado p...
17:07Foz do IguaçuEx-Polegar Rafael Ilha pass...
17:00AppAtuando em 32 países, brasileira Easy...
16:59CampanhaTSE determina retirada de propag...
16:53Agenda políticaCNI sugere aos candidatos...
16:50PRAvião bimotor faz pouso forçado em Foz...
16:46SaúdeJô Soares é internado com princípio...
16:39Cabeças do CongressoParaná tem sete parl...
16:38futebol mineiroRonaldinho Gaúcho rescind...
16:36EnergiaWeg e Copel vão construir parque ...