Mundo

Farc pedem presença da França e da Cruz Vermelha para libertar jornalista

Langlois está em poder das Farc desde 28 de abril, quando a guerrilha atacou um grupo de policiais e militares durante uma operação antidrogas no departamento do Caquetá

13/05/2012 | 19:06 EFE

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pediram a presença de um representante do novo governo da França, da ex-senadora Piedad Córdoba e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) para libertar o jornalista francês Roméo Langlois, informou neste domingo (13) à Agência Efe uma fonte da organização humanitária.

Langlois está em poder das Farc desde 28 de abril, quando a guerrilha atacou um grupo de policiais e militares durante uma operação antidrogas no departamento do Caquetá. O jornalista estava realizando uma reportagem sobre a ação.

O CICV acrescentou que o organismo trabalhará para atender o pedido e reiterou que sempre esteve disposto a colaborar com a libertação de Langlois.

O correspondente da rede de televisão "France 24" e do jornal "Le Figaro" foi declarado "prisioneiro de guerra" pelas Farc. O governo colombiano e de outros países do mundo condenaram o sequestro do jornalista e exigiram que as Farc o liberte imediatamente e sem condições.

Leia também
Últimas Notícias rss
09:22EstradasAcidente complica trânsito no Co...
09:18ServidoresGreve faz IBGE adiar divulgaçã...
09:14ABC PaulistaIncêndio atinge metalúrgica ...
09:12ProjeçãoAta do Copom traz inflação maior...
09:07ExpectativaFGV: consumidores esperam inf...
09:02PreçosIPC-S recua em seis capitais na 3ª...
08:22LíbiaChoques entre milícias por controle...
08:09PrevisãoLondrina pode ter pancadas forte...
08:01AcidenteMãe e filha morrem em batida de ...
07:48DescobertaBC investiga 'conta paralela' ...