Esqueceu sua senha? Clique aqui

Ainda não é cadastrado?

Após cadastrado, o CPF não pode ser alterado.
Digite uma nova senha:

_Vestibular 2009 |

Financiamento

Problemas no sistema impedem inscrições para o Fies

Instituições e cursos que aderiram ao programa de financiamento do Ministério da Educação desapareceram do sistema on line de inscrições

  • Marcela Campos
  • 02/02/2011 17:58

Depois de falhas que deixaram a página do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) fora do ar na manhã de segunda-feira (31), atrasando o início das inscrições para o programa de financiamento do governo federal, o portal do Ministério da Educação voltou a apresentar problemas técnicos. Alguns estudantes reclamaram da ausência de determinadas faculdades e universidades no sistema, embora as instituições tenham aderido ao Fies, programa do governo federal que financia a educação superior de estudantes matriculados em faculdades e universidades particulares. Outros disseram que o limite de bolsas já havia se esgotado logo após o início das inscrições.

O sistema deveria ter entrado no ar na manhã do dia 31, mas os estudantes só conseguiram iniciar o cadastro a partir das 13h30. Lisandra Brandt, 26 anos, começou a inscrição por volta das 14 horas e uma hora depois havia concluído o procedimento. No momento de confirmar o cadastro, recebeu uma mensagem informando que o limite financeiro da instituição de ensino havia se esgotado.

A estudante esteve nesta quarta-feira (2) na redação da Gazeta do Povo e fez uma nova tentativa, igualmente frustrada. Ela busca um financiamento de 80% para o curso de Engenharia Civil ofertado no câmpus Curitiba da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

“Liguei para o setor de financiamento da PUCPR e eles me disseram que iriam entrar em contato com o MEC para tentar aumentar esse limite, mas que seria quase impossível”, conta.

Lisandra acabou de passar no vestibular da PUCPR e pretende iniciar o curso este ano. Para pagar a primeira mensalidade, de R$ 1.434, ela usou todo o salário que recebe como auxiliar de engenharia, mais a remuneração que conseguiu com trabalhos complementares. “Moro com meus irmãos e com a minha filha, de 8 anos. Esse dinheiro vai nos fazer falta”, diz. De acordo com as normas do Fies, a estudante terá as parcelas já pagas ressarcidas pela instituição de ensino caso consiga o financiamento do MEC.

O carioca Ronaldo de Assis Junior, 25 anos, também não conseguiu concluir a inscrição, porque o sistema não trazia o nome da faculdade de seu interesse. “Já estou cursando Direito, mas vou pedir transferência para uma faculdade melhor e mais cara. Por ser mais cara, vou precisar do Fies. Já fiz a matricula e paguei a primeira mensalidade, de R$ 1.750. O dinheiro pra pagar a parcela de janeiro foi suado, tive de fazer um empréstimo pessoal no banco”, afirma.

Segundo ele, a instituição confirmou a adesão ao programa e disse não saber por que não foi incluída no site do Fies.

O estudante também mandou um e-mail para o MEC e foi orientado a verificar com a faculdade se ela havia aderido ao Fies. De acordo com o ministério, caso a faculdade não tenha realizado a adesão, os alunos não poderão fazer o cadastro no programa. “Ou seja, eles não querem conferir no sistema deles se a faculdade esta cadastrada e me mandaram verificar. A coordenação da minha faculdade falou que todos os papéis do Fies estão em dia, que é um erro no site deles (MEC)”, reclama.

Limite de inscrições

O diretor financeiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Antônio Corrêa Neto, explicou que as instituições de ensino podem limitar o valor destinado ao Fies. Quando esse limite é atingido, os estudantes não conseguem mais solicitar o financiamento naquela universidade.

Ainda segundo ele, é possível que as instituições que sumiram do sistema já tenham comprometido os recursos disponíveis para o Fies e estejam renegociando o limite destinado a essa finalidade. O FNDE é o órgão responsável pela operação do programa de financiamento.

A PUCPR confirmou que aderiu ao Fies com limite de recursos, mas negou que seja esse o motivo da mensagem recebida pelos candidatos no site do programa. Em nota oficial, a universidade informou que os problemas foram causados por uma oscilação do sistema de inscrições do FNDE: “a universidade entrou em contato com o FNDE, que está verificando o problema. Assim que o sistema estiver regularizado, os alunos poderão fazer as inscrições normalmente”.

Os alunos que tiverem dúvidas quanto ao cadastramento podem entrar em contato com a universidade pelo telefone 41 3271 1515.

No Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba) também há um valor fixo destinado ao Fies. Mas o pró-reitor administrativo da instituição, Jamil Abdanur Junior, afirma que o limite é sempre superior à procura. “Sempre atendemos a todas as demandas feitas pelos alunos”, diz.

Segundo ele, o Unicuritiba recebeu apenas uma reclamação até o momento, de um estudante que, por problemas técnicos no site, não encontrou o seu curso no sistema. A instituição entrou em contato com o MEC e aguarda uma solução para o problema.

Está tendo problemas com o Fies? Comente abaixo!

Abrir comentários