Esqueceu sua senha? Clique aqui

Ainda não é cadastrado?

Após cadastrado, o CPF não pode ser alterado.
Digite uma nova senha:

Imóveis |

edificações

Apoio

Bombeiros usam a Norma de Procedimento Técnico para verificar segurança das escadas

  • Gisele Rech, especial para o JL
  • 16/03/2013 00:51

Quem também está de olho e faz marcação cerrada quando o assunto é escada de edifícios é o Corpo de Bombeiros, responsável pelas vistorias e notificações de irregularidades em edificações. Como apoio, a corporação usa a Norma de Procedimento Técnico do Corpo de Bombeiros, revisada no ano passado. Segundo o Capitão Rodrigo Nakamura, responsável pelo setor de vistoria do Corpo de Bombeiros de Londrina, alguns cuidados devem ser seguidos para tornar as escadas realmente úteis e seguras em caso de emergência. "As escadas das chamadas rotas de fuga têm um padrão, que incluiu uso de pisos incombustíveis no revestimento, corrimãos dos dois lados da escada e com fácil encaixe das mãos, bem como farta sinalização indicando a saída em caso de emergência".

É missão da equipe do Corpo de Bombeiros vistoriar as edificações e, quando indicado, notificar e apontar as eventuais alterações necessárias. De acordo com o capitão, há duas frentes de vistorias. "As pessoas podem solicitar uma vistoria, fazendo um agendamento no Corpo de Bombeiros. Nós também temos algumas equipes que fazem vistorias sistemáticas, com escolha aleatória das edificações visitadas", explica. Neste segundo procedimento, os especialistas definem uma rua e fazem vistorias nos prédios. "Geralmente, é dado um prazo de 30 dias para as adequações", explica.

Porém, os procedimentos acabam sendo distintos nos casos de prédios residenciais ou comerciais. "No segundo caso, há a possibilidade de cassação do alvará de funcionamento caso as adequações não sejam feitas", diz o capitão.

Saiba mais

Traduzindo a Norma de Procedimento Técnico do Corpo de Bombeiros

• Em qualquer edificação, os pavimentos sem saída em nível para o espaço livre exterior devem ser dotados de escadas, enclausuradas ou não.

- As escadas dever ser constituídas com material estrutural e de compartimentação incombustível e com resistência ao fogo. Ex: Concreto e piso cerâmico.

• Caso seja uma escada não enclausurada - com paredes dos dois lados - devem ter guarda-corpos eficientes para evitar quedas em caso de tumulto.

- As escadas devem ser dotadas de corrimãos em ambos os lados.

• Em todos os andares deve haver iluminação de emergência e sinalização de balizamento, indicando a rota de fuga.

• Ter os pisos em condições antiderrapantes, conforme norma brasileira ou internacionalmente reconhecida, e que permaneçam antiderrapantes com o uso.

Abrir comentários